Estudos etnobotânicos das plantas de uso medicinal e místico na comunidade de São Benedito, Bairro São Francisco, Campo Grande, MS, Brasil

ROBERTA MORICONI FREIRE SCHARDONG, ARMANDO CARLOS CERVI

Resumo



O conhecimento popular do uso de plantas medicinais e místicas foi
construído ao longo dos tempos, sendo a coleta destas informações
fundamentais para se obter e resgatar o conteúdo de aspectos culturais,
muitas vezes específicos de cada local e importantes para o uso coerente
das plantas. O presente trabalho objetivou conhecer as plantas de uso
medicinal e místico na Comunidade de São Benedito, descendentes da
ex-escrava, tia Eva, bem como a verificação da identidade botânica,
nomes populares e usos terapêuticos de cada uma, evitando a perda
destes conhecimentos e utilizando-os para fornecer subsídios em
pesquisas na área farmacológica, além de corrigir informações sobre
plantas de identidade e usos incertos. Os dados foram registrados em
pequenos cadernos, com a prévia autorização dos entrevistados. As
pessoas escolhidas para pesquisa foram indicadas dentro da própria
comunidade por deterem sob seu domínio um maior conhecimento neste
assunto. As plantas levantadas foram coletadas, quando possível, e
identificadas em laboratório. Ao total foram citadas 182 etnoespécies,
tendo sido identificadas 125 espécies distribuídas em 58 famílias. As
espécies mais citadas foram a Petiveria alliacea L. e a Momordica
charantia L., trazidas para ao Brasil pelos africanos. Foi elaborado e
distribuído um folheto e uma muda de Confrei (Symphytum officinale
L.) para cada morador da comunidade, conforme o acordo firmado
com a liderança comunitária do local. O folheto trouxe informações
científicas à respeito do uso, aplicação e cultivo de 27 espécies citadas
pela comunidade.


ABSTRACT


The popular knowledge of the use of medicinal and mystic plants
was buit along the times, being the colletion of these information,
fundamental to obtain and to rescue the content of cultural aspects,
specific of each place and important for to coherent use the plants. The
present work objectified to know the plants of medicinal an mystic use
in São Beneditos community, descendants of slave absolved Aunt
Eva, as well as the verification of the botanical identity, popular names
and terapeutic uses of each one, avoiding the loss of these knowledge
and using them to supply subsidies in researches in the pharmacological
area, besides correcting information on the identity of plants and uncertain
uses. The data were registered in small notebooks, with the interviwees
previous authorization. The people chosen for research were from the
community and also had under their domain a larger knowledge in this
subject. The lifted up plants were colect, when possible, and identified
in laboratory.To the total of 182 ethno-species mentioned, 125 species
have been identified and distributed into 58 families. The most mentioned
species were Petiveria alliacea L. and the Momordica charantia L.,
brought to Brazil by Africans. It was elaborated and distributed a
pamphlet and a confrei scion (Symphytum officinale L.), for each
inhabitant of the community, according to the agreement with the
community leadership of the place. The pamphlet brought scientific
information regarding the use, application and cultivation of 27 species
mentioned by the community.


Palavras-chave


Etnobotânica; plantas-medicinais; plantas-místicas; São Benedito-community - Campo-Grande, MS, Brazil; Ethnobotany; medicinal-plants; mystic-plants

Texto completo:

PDF


Acta Biológica Paranaense. ISSN: 0301-2123