Melissocenótica em área de cultivo de macieira (Pyrus malus L.) em Lages (Santa Catarina, sul do Brasil), com notas comparativas e experimento de polinização com Plebeia emerina

Sueli M. L. S. Ortolan & Sebastião Laroca

Resumo



São estudadas: estrutura melissofaunística. fenologia e relações entre abelhas silvestres (Hymenoptera, Apoidea) e flores em áreas restritas da região de cultivo de macieiras no município de Lages, Santa Catarina. Este estudo é baseado em dados coletados por meio de técnicas padronizadas (ver Sakagami, Laroca & Moure, 1967). Constitui-se de três partes a saber: levantamento geral de abelhas na região próxima a um pomar (Sítio Santa Rita). feito no período de outubro de 1981 e dezembro de l982; levantamento de abelhas em macieiras no período de florescimento destas em dois pomares (Sítio Santa Rita e Sítio Bandeirinha), nos anos de 1981 e 1982 e um experimento para testar a capacidade da abelha mirim (Plebeia emerina) em polinizar flores de macieiras. O total de abelhas capturadas no levantamento geral foi de 1.137 indivíduos pertencentes a 127 espécies. Apidae apresentou a maior abundância de indivíduos com menor número de espécies (53,3% e 3,2%, respectivamente). Halictidae foi a segunda família em número de indivíduos e a primeira em número de espécies (29,1% e 56.7%, respectivamente), Andrenidae foi a terceira em número de indivíduos (9,3%) e a segunda em número de espécies (15,%), Anthophoridae (5,8% do número de indivíduos e 11,0% do número de espécies) e Colletidae (1,0% e 4,7%. respectivamente). As espécies mais abundantes foram Plebeia emerina com 39,4%, Trigona spinipes com 6,8%. Halictillus loureiroi com 6,6% e D. (D.) pabulator
com 5,0%. O total de abelhas capturadas no levantamento de flores de macieira foi de 273 individuos pertencentes a 27 espécies.
Apenas três famílias visitaram as flores de macieira. Apidae apresentou
a maior abundância de indivíduos, com 82,8% do total e em
espécies participou com 18,5 %; Halictidae apresentou a maior diversidade
de espécies, com 74,1% do total e participou com apenas 16,5% do
de indivíduos. A participação de Anthophoridae foi pouco significante, sendo representada por dois indivíduos pertencentes a duas espécies apenas. Apidae apresentou três espécies predominantes em flores de macieira: Plebeia emerina (54,1 %), Plebeia quadripuncata (14,3 %) e Trigona spinipes (7,3 %). Halictidae apareceu com apenas uma espécie predominante, que foi D. (D.) pabulator (6,6).
A abundância relativa, diversidade, fenologia e espécies predominantes de abelhas [observadas] no levantamento geral, foram compadas com os dados do levantamento efetuados em Caçador (SC), no mesmo período, por Orth (1983). As variações fenológicas
em Lages foram diferentes daquelas ocorridas em Caçador, principalmente em relação às espécies de ocorrência no outono e inverno, que na área de estudo estiveram praticamente ausentes durante estes períodos. Em função disso, foi sugerido que se escolham períodos de maior atividade das abelhas para futuros estudos na região. Foi apresentada também a lista de plantas visitadas pelas abelhas, sendo que Composítae participou com o maior número de espécies de planta. Porém ao contrário do que foi observado em outros levantamentos de Apoidea em áreas restritas não foi a família mais freqüentemente visitada, cedendo o lugar Cruciferae. representada pricipalmente por Raphanus raphanistrum. Além da lista de espécies de abelhas silvestres com potencial para polinização das flores de macieiras, foram discutidas
as caracterrísticas fenológicas e comportamentais das que ocorreram nessas flores, no município de Lages. Finalmente, são expostos os resultados do experimento preliminar de polinização das flores de macieira
por Plebeia emerina

Abstract

"Sítio Santa Rita"), achieved in October. 1981 and December, 1982; survey of bees in apple trees in their inflorescence period at the two orchards (Sítio Santa Rita and Sítio Bandeirinhas), in the years of 1981 and 1982; and an experiment to test the capacity of the mirim bee (Plebeia emerina) in pollinating apple trees flowers. The total amount of bees captured during the general survey was 1,137 individuals belonging to 27 species. Apidae represented the greatest abundance of individuals and the lowest number of species (53.3 % and 3.2% respectively). Halictidae was the second famil in number of individnals and the first in number of specimens (29.1% and 56.7% respectively); Andrenidae was the third in numher of individuals (9.3%) and the second in number of species (15.8%); and finally, Anthophoridae (5.8% of number of individuals and 1.0% of the number of species) and Colletidae (1.0% and 4.7%). The most abundant species, Plebeia emerina, with 39.4% of the total sample. Trigona spinipes with 6.8%, Halictillus loureiroi with 6.6% and D. (D.) pabulator with 5.0%. The total amount of bee captures in the survey of apples trees flowers was 273 individuals pertaining to 27 species. Oniy three families visited the apple tree flowers. Apidae presented the greatest abundance of individuals, with 82.8% of the total, and in number of species participated with 18.5%; Halictidae presented the gratest diversity of species, with 74,0 % of total and participated with just 16.5% of the number of individuals. The Anthophoridae participation was not much significant, being represented by two individuals pertaining to only two species. Apidae presented the three predominant species: Plebeia ernerina (54.1%), Plebeia quadripunctata (14.3 %) and Trigona spinipes (7 .3 %); Halictidae appeared with only one predominant species, which was Dialicus (D.) pabulator (6.6%). Relative abundance, diversity, phenolgy and predominant species of bees are compared with the data from the survey accomplished at Caçador (SC), Brazil, in the same period, by Orth (1983). The phenological oscillation observed at Lages was different from that which occurred at Caçador, mainly in relation to the species that occur in fall and winter, which at the study area were practically absent during these perids. For this reason, it was suggested that periods of higher activity of bees could be chosen in forthcoming studies at this region. The list of plants visited by bees was also presented, Compositae participated with the greatest number of plant species. However, on lhe contrary of what was observed in other Apoidea surveys in restricted areas of southern Brazil, it was not the most frequently visited family giving place to Cruciferae, mainly represented by Raphanus raphanistrum. Besides the list of wild bee species with potential for fertilizing the flower of apple trees, some phenological and and behaviorial characteristics from those species which ith occurred at Lages were discussed. Finally, the results of the preliminar experiment of apple trees flowers fertilization by Plebeia emerina
are exposed.


Palavras-chave


polinização; apple; pollination; macieira; <i>Pyrus</i>; community; Apoidea; bee; Hymenoptera; <i>Plebeia emerina</i>

Texto completo:

PDF


Acta Biológica Paranaense. ISSN: 0301-2123