Método para análise quantitativa de algas e outros itens microscópicos de alimentação de peixes

José Marcelo Aranha

Resumo



Breve revisão crítica sobre os principais métodos de análise do conteúdo estomacal em peixes é o problema de sua ulilização em estudo quantitativo em peixes que ingerem itens microscópicos como algas. 0 método proposto é simples. não exige equipamentos dispendiosos e consiste basicamente na contagem de 15 campos de microscópio óptico sorteados dentre 90 campos definidos aleatóriamente também por sorteio.
o número de campos para a contagem depende da varicdade de itens ingeridos pelo peixe, mas, quando testado, o número de 15 campos mostrouse adequado para a análise da diéta de três Poecilidae (Phalloceros caudimaculatus, Poecilia vivipara, Phallotycus januarius) e um Jenynsiidae (Jenyncia lineata). A importância numérica relativa de cada item deve ser expressa em percentagem do total de ítens contados. Estes resultados associados aos da freqüência de ocorrência permitirão a definição mais precisa da alimentação do peixe estudado.

Abstract


A short critical reiew of the principal methods of analysis of stomach contents is presented herein and the problems of their utilization in quantitative studies with fishes which feed microscopical itens (for exemple algae) is discussed. This method is simple and do not require expensive equipaments. It consists of couninig small food itens in fifteen optical microscopic fields alloted among ninety alcatorilv determined fields. The number of the fields counted depends on the variety of food itens that the fish eats. However tests performed on three Poeciltidae ((Phalloceros caudimaculatus , Poecilia vivipara, Phallotycus januarius) ) and a Jenynsiidae (Jenyncia lineata) indicate that 15 is an appropriat number. The numerical retative importance of each item will be expressed in percentage of the total of itens counted. This result associated with those of the occurrence frequency, will confer a greater precision on studies of feeding habits of the fish.


Texto completo:

PDF


Acta Biológica Paranaense. ISSN: 0301-2123