DESENVOLVIMENTO in vitro DE BROTAÇÕES DE CAFEEIRO EM DIFERENTES MEIOS DE CULTURA E REGULADORES DE CRESCIMENTO DE PLANTA

Adriana Madeira Santos JESUS, Samuel Pereira de CARVALHO, Fabíola VILLA, Moacir PASQUAL, Michelly CARVALHO

Resumo


A não existência de uma metodologia adaptada para a multiplicação clonal de C. arabica L. em escala comercial tem sido uma grande restrição a utilização dessa técnica como estratégia para viabilizar o uso de cafeeiros híbridos obtidos pelo melhoramento genético. Com o objetivo de aprimorar as técnicas de micropropagação de brotações de cafeeiro, foram instalados dois experimentos utilizando segmentos nodais de plântulas pré-estabelecidas in vitro de C. arabica. No primeiro experimento estudou-se o efeito de concentrações de BAP (6, 9, 12 e 15 mg dm-3) e ANA (0,5 e 1 mg dm-3) sobre duas cultivares (‘Catuaí Vermelho’ e ‘Maragogipe’), no meio MS. No segundo experimento avaliou-se a influência de concentrações de BAP (0, 6, 9, 12 e 15 mg dm-3) e dois meios de cultura (MS e WPM) sobre três cultivares (‘Catuaí Vermelho’, ‘Icatu’ e ‘Rubi’). Após 90 dias, melhores resultados para as cvs. Catuaí Vermelho e Maragogipe foram obtidos com 15 mg dm-3 de BAP. A cultivar Catuaí Vermelho apresentou maior número de brotações quando comparada com a cv. Maragogipe. Na ausência de BAP, o meio WPM é mais indicado para se obter maior número de brotações da cv. Rubi. Melhores resultados para massa da matéria fresca das brotações verificaram-se em meio MS, para as cvs. Catuaí Vermelho e Icatu.

Palavras-chave


Coffea arabica L.; citocinina; auxina; MS; WPM

Texto completo:

PDF PDF (English)