BIOLOGIA DA MARIPOSA-ORIENTAL EM DIETA ARTIFICIAL Á BASE DE MILHO

Cristiano João ARIOLI, Mauro Silveira GARCIA, Marcelo ZARTE, Marcos BOTTON

Resumo


A biologia de Grapholita molesta (Busck) foi estudada numa dieta artificial a base de milho comparada com a de Ivaldi-Sender, referência para a criação do inseto em laboratório. O experimento foi conduzido em laboratório sob temperatura de 24±2 ºC, 70±10 % UR e fotofase de 16 horas, comparando-se as dietas através do emprego da tabela de vida de fertilidade. Na dieta a base de milho foi registrada maior duração no período de lagarta-adulto e menor fecundidade total. A dieta à base de milho proporcionou maior tempo de desenvolvimento de uma geração (T), menor taxa líquida de reprodução (Ro), menor capacidade inata de aumentar em número (rm) e menor razão finita de aumento (l). Contudo, a dieta à base de milho também pode ser empregada na criação do inseto, pois além de ser de fácil obtenção e preparo, proporcionou uma viabilidade total do período lagarta-adulto de 87,2%.


Palavras-chave


Grapholita molesta; dieta artificial; tabela de vida de fertilidade, criação massal

Texto completo:

PDF PDF (English)