ESTAQUIA SEMILENHOSA DE Vochysia bifalcata

Moeses Andrigo DANNER, César GUBERT, Mateus Cassol TAGLIANI, Katia Christina ZUFFELLATO-RIBAS

Resumo


O objetivo desse trabalho foi verificar o enraizamento de estacas semilenhosas de Vochysia bifalcata (guaricica). As estacas foram preparadas com 12 ± 2 cm de comprimento, 0,3 a 0,6 mm de diâmetro e duas folhas na porção apical com sua área reduzida à metade. Foi utilizado o delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições, em esquema fatorial 4 x 2 (quatro concentrações de AIB: zero, 500, 1000 e 2000 mg dm-3; e com ou sem aplicação de antioxidante PVP40). Cada unidade experimental foi composta por 20 estacas, acondicionadas em tubetes com vermiculita e mantidas em casa de vegetação climatizada por 60 dias. Avaliou-se o percentual de estacas enraizadas, com calos, vivas, mortas, com brotações e que mantiveram as folhas. Não houve enraizamento nem formação de calos de estacas semilenhosas de V. bifalcata. A aplicação de AIB e/ou de PVP não influenciou significativamente a sobrevivência, brotação e manutenção de folhas das estacas. A sobrevivência das estacas foi baixa (média de 19%), demonstrando que as condições fisiológicas das estacas não estavam propícias para o enraizamento. Novos experimentos são necessários, principalmente utilizando o rejuvenescimento das estacas.


Palavras-chave


guaricica; AIB; polivinilpirrolidona

Texto completo:

PDF PDF (English)