APROVEITAMENTO DE RESÍDUOS AGROINDUSTRIAIS: PRODUÇÃO DE ENZIMAS A PARTIR DA CASCA DE COCO VERDE

MARIA ALICE ZARUR COELHO, SELMA GOMES FERREIRA LEITE, MORSYLEIDE DE FREITAS ROSA, ANGELA APARECIDA LEMOS FURTADO

Resumo



Investigou-se
o aproveitamento da casca do coco
verde, mediante fermentação semisólida,
para
produção de enzimas. A casca de coco foi
previamente desidratada, moída e classificada em
três diferentes granulometrias, ou seja, 14, 28 e 32
mesh Tyler. Todas as enzimas obtidas tiveram sua
produção máxima na faixa de 24 e 96 horas, o que
corresponde ao tempo de produção industrial
corrente. Cada granulometria produziu complexos
enzimáticos ricos em diferentes atividades. O
estudo realizado validou a hipótese do
aproveitamento do resíduo da casca do coco verde
na produção de enzimas por Aspergillus niger.


Abstract


The utilization of immature coconut peel as substrate for enzyme production by solid state
fermentation was investigated. The coconut peel was previously dehydrated, milled and
classified in three distinct granulometries: 14, 28 and 32 mesh Tyler. All the enzymes
obtained had its maximum production in 24 to 96 hour interval, which correspond to the
current industrial production time. Each granulometry produced rich enzymatic complexes
with different activities. This study validates the hypothesis of benefit immature coconut
peel as raw material for enzyme production by Aspergillus niger.


Texto completo:

PDF


Boletim Centro de Pesquisa de Processamento de Alimentos. ISSN:19839774