ARQUITETURA ORIENTADA A SERVIÇOS (SOA): UM ESTUDO DE CASO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICOS

PEDRO FELIPE ALVES DE OLIVEIRA, PEDRO ALVES DE OLIVEIRA, CLODOVEU AUGUSTO DAVIS JUNIOR

Resumo


Em Sistemas de Informação Geográficos  (SIG) o uso da Arquitetura Orientada a Serviços (SOA) é um terreno ainda pouco explorado, apresentando amplas possibilidades de evolução. SOA tem sido considerada uma evolução no desenvolvimento de aplicações  Orientadas a Objetos (OO). As principais razões
para isto se devem, em parte, ao reuso e encapsulamento oferecidos pelos serviços Web, mas principalmente à possibilidade de modelar o negócio de acordo com uma nova concepção, integrada aos objetivos organizacionais. Este artigo apresenta um
breve estudo teórico na área, complementado através de um experimento sobre endereçamento de imóveis no município de Belo Horizonte (MG). Foram utilizados nos testes dados reais de endereços,  tratados através de um processo que compreendeu três etapas:  parsing  (decodificação do endereço),  matching
(casamento com o banco de dados existente), locating  (estabelecimento da posição).O grau de precisão permitiu avaliar a acuidade das saídas do algoritmo, em cada caso. Os resultados obtidos foram altamente satisfatórios e podem ser estendidos a
outras situações similares, com as devidas adaptações.

Palavras-chave


Sistemas de Informação Geográficos; Arquitetura Orientada a Serviços; Serviços Web; Endereçamento.

Texto completo:

PDF


Boletim de Ciências Geodésicas. ISSN: 1982-2170