TEORIA DE CONFIABILIDADE GENERALIZADA PARA MÚLTIPLOS OUTLIERS: APRESENTAÇÃO, DISCUSSÃO E COMPARAÇÃO COM A TEORIA CONVENCIONAL

IVANDRO KLEIN, MARCELO TOMIO MATSUOKA, SERGIO FLORÊNCIO DE SOUZA

Resumo


Após o ajustamento de observações pelo método dos mínimos quadrados (MMQ) ter sido realizado, é possível a detecção e a identificação de erros não aleatórios nas observações, por meio de testes estatísticos. A teoria da confiabilidade faz uso de medidas adequadas para quantificar o menor erro detectável em uma observação, e a sua influência sobre os parâmetros ajustados, quando não detectado. A teoria de confiabilidade convencional foi desenvolvida para os procedimentos de teste convencionais, como o data snooping, que pressupõem que apenas uma observação está contaminada por erros grosseiros por vez. Recentemente  foram desenvolvidas medidas de confiabilidade generalizadas, relativas a testes estatísticos que pressupõem a existência, simultânea, de múltiplas observações com erros (outliers). O objetivo deste trabalho é apresentar, aplicar e discutir a teoria de confiabilidade generalizada para múltiplos  outliers. Além da formulação teórica, este artigo também apresenta experimentos realizados em uma rede GPS (Global Positioning System), onde erros propositais foram inseridos em algumas observações e medidas de confiabilidade e testes estatísticos foram calculados utilizando a abordagem para múltiplos  outliers. Comparações com a teoria de confiabilidade convencional também são realizadas. Por fim, apresentam-se as discussões e conclusões obtidas com estes experimentos. 

Palavras-chave


Localização de Erros; Medidas de Confiabilidade; Múltiplos Outliers.

Texto completo:

PDF


Boletim de Ciências Geodésicas. ISSN: 1982-2170