IMPLEMENTAÇÃO DA CORREÇÃO RELATIVÍSTICA SOBRE O TEMPO FORNECIDO PELOS RELÓGIOS DOS SATÉLITES GPS, CAUSADA PELO ACHATAMENTO TERRESTRE (J2), EM POSICIONAMENTO GPS

Angela Cristina Cararo

Resumo


Os satélites GPS transmitem sinais de tempo sincronizados, com
informações sobre tempo e posição no momento da transmissão. O sistema é
baseado no princípio da constância da velocidade da luz num referencial
inercial local, com origem geocêntrica. Tanto os relógios dos satélites em
movimento, quanto os relógios em repouso sobre a superfície da Terra em
rotação são afetados pela dilatação temporal. As diferenças de potencial
gravitacional entre os satélites e usuários e suas velocidades relativas são
responsáveis por desvios de freqüência relativísticos na marcha dos relógios. As
correções relativísticas sobre o tempo fornecido pelos relógios dos satélites faz
parte do GPS Interface Specification Document (IS-GPS-200D, 2006) e levam
em consideração apenas o potencial gravitacional gerado pela Terra considerada
esférica e homogênea. Entretanto, com a melhoria nas medidas de tempo
efetuadas pelos relógios dos satélites GPS e também com a melhoria na
modelagem dos erros envolvidos no processamento de dados GPS, já pode ser
possível detectar, em posicionamento GPS, erros causados por efeitos
relativísticos que não estão incorporados à correção padrão. Neste trabalho
calculam-se as correções relativísticas devidas ao potencial gravitacional gerado
pelo achatamento terrestre, J2, sobre os tempos fornecidos pelos relógios dos
satélites GPS. Em seguida essas correções, que não constam das correçõespadrão
do IS-GPS-200D, são acrescentadas às observáveis GPS dos arquivos
RINEX. Avalia-se então a influência dessas correções, em posicionamento
GPS, através de diversas técnicas de processamentos de dados GPS.

Texto completo:

PDF


Boletim de Ciências Geodésicas. ISSN: 1982-2170