AVALIAÇÃO CARTOMÉTRICA DA BASE CARTOGRÁFICA DIGITAL ADEQUADA À GESTÃO URBANA POR GENERALIZAÇÃO CARTOGRÁFICA A PARTIR DA ESCALA DE ORIGEM 1:2.000

Virginia Thereza Nalini

Resumo


Neste trabalho apresentam-se os produtos cartográficos do acervo
cartográfico do PARANACIDADE, bem como os problemas encontrados nas
bases cartográficas urbanas digitais dos municípios do Estado do Paraná. Os
problemas encontrados estão diretamente ligados à redução de escala do mapa
derivado na escala 1/5.000. Quando se produz um mapa derivado com uma
escala menor do que a do mapa original este novo mapa poderá apresentar
problemas de ordem geométrica e de ordem semântica. As condições
geométricas, que podem ser detectadas nas feições apresentadas no novo mapa
são, dentre outras, o congestionamento, a coalescência, conflito, complicação ou
dificuldade, inconsistência e a imperceptibilidade. Portanto, torna-se necessário
avaliar e rever a estrutura dos dados dos arquivos do mapa derivado,
considerando-se nesta revisão o processo de generalização cartográfica, de
modo a adaptá-lo à nova escala de representação. A avaliação da carta impressa
na escala 1/5.000 foi realizada por inspeção visual e para cada problema foi
aplicado um procedimento de generalização baseado no julgamento do
cartógrafo. A abordagem focaliza a interpretação que o usuário de uma base
cartográfica pode fazer de seus elementos visuais. Como resultado destes
procedimentos de avaliação das condições geométricas e generalização
cartográfica obteve-se um produto cartográfico mais próximo das especificações
de um mapa com escala 1/5.000.

Texto completo:

PDF


Boletim de Ciências Geodésicas. ISSN: 1982-2170