CLASSIFICAÇÃO DE SOMBRA EM IMAGENS ORBITAIS E AÉREAS UTILIZANDO UMA MATRIZ DE CO- OCORRÊNCIA MODIFICADA

JORGE ANTONIO SILVA CENTENO, ADMILSON DA PENHA PACHECO

Resumo


 Embora seja considerada útil para a identificação de objetos mais elevados, a presença de sombras pode ser um elemento prejudicial na extração de informações quando esconde objetos de menor altura. Neste trabalho é descrito o desenvolvimento conceitual e exemplos de aplicação de um método para a
segmentação de sombras em imagens de  satélite e fotografias aéreas baseado na análise da matriz de co-ocorrência. A matriz de co-ocorrência traduz a relação entre
o pixel e sua vizinhança, o que permite identificar áreas uniformes e escuras, que correspondem a sombras. Com esta premissa, foi proposto um método que analisa a diagonal principal da matriz de co-ocorrência e identifica nela os agrupamentos associados a sombras. Para delimitar as  sombras, é usada uma função contextual derivada da melhor reta perpendicular  à diagonal principal da matriz de co-
ocorrência que separa áreas escuras e uniformes. Testes com imagens aéreas e de satélite são apresentados para ilustrar o método. O método proposto é do tipo adaptativo e pode ser usado tanto em imagens de 8 bits como também estendido à
maiores resoluções radiométricas, além disso seu funcionamento não é afetado pela eventual contribuição atmosférica, que afeta principalmente as bandas do visível.  

Palavras-chave


Processamento de Imagens; Sensoriamento Remoto; Segmentação; Sombras

Texto completo:

PDF


Boletim de Ciências Geodésicas. ISSN: 1982-2170