Identidade e Alteridade em Wayana. Uma contribuição linguística

Eliane Camargo

Resumo


 

A Amazônia é um palco plurisociocultural e linguístico e muitos grupos expressam fortes representações sobre características sociais e linguísticas próprias. Longe de se restringir aos Wayana (caribe), a identidade do indivíduo – ao menos guianês oriental – passa por uma identificação ao território de origem ou ao de seus ancestrais e uma forte ligação com a língua transmitida por estes. Contatos e fronteiras formam uma rede de sociabilidade, implicando troca de bens e relações socio-culturais e linguística. Esse comportamento linguístico ainda continua a fazer parte de uma rede de representações políticas e culturais. Enquanto falar uma outra língua ameríndia é algo associado antes às redes de sociabilidade tradicionais, ancoradas em redes políticas que eram, num passado recente. Este estudo adota uma perspectiva etnolinguística para mostrar a representação do Eu e do Outro, da estreita ligação entre a identidade, o local geográfico e as atribuições das categorias (Eu/Outro).


Palavras-chave


Guianas; caribe; Wayana; etnolingüística; rede de sociabilidade

Texto completo:

PDF


Apoio
Fundação Araucária
CNPq e CAPES
Programa de Apoio à Publicação de Periódicos Científicos - UFPR
Campos - Revista de Antropologia Social. ISSN: 1519-5538