O Messias Entretanto Já Chegou. Relendo Balandier e o Profetismo Africano na Pós-Colónia

Ruy Llera Blanes

Resumo


Uma das teorias mais marcantes na antropologia africanista das últimas décadas foi a proposta de Georges Balandier sobre a “situação colonial” e, nomeadamente, o seu retrato do surgimento de movimentos religiosos de carácter messiânico ou profético na região do Congo no contexto de reivindicações anti-coloniais mais ou menos politizadas. Neste artigo pretendo revisitar as principais teorias de Balandier a partir do estudo de caso de duas igrejas cristãs proféticas da mesma região - o Kimbanguismo e o Tocoismo – onde desenvolvi, junto com o meu colega Ramon Sarró, trabalho de terreno em Portugal e Angola. Este exercício de reflexão sobre o papel do profetismo contemporâneo no Congo e em África será igualmente uma reivindicação da pertinência e actualidade da produção científica de Balandier, um dos grandes nomes das ciências sociais francesas do século XX.


Palavras-chave


Georges Balandier; Religion; Prophetism; Congo; Angola.

Texto completo:

pdf


Apoio
Fundação Araucária
CNPq e CAPES
Programa de Apoio à Publicação de Periódicos Científicos - UFPR
Campos - Revista de Antropologia Social. ISSN: 1519-5538