Do ofício, do sangue e do sagrado: uma análise sobre a religiosidade numa comunidade de mineiros de carvão

Marta Regina Cioccari

Resumo


A partir de pesquisa etnográfica conduzida na comunidade de mineiros de carvão de Minas do Leão (RS), são analisadas neste artigo algumas formas de relação com o sagrado, envolvendo preces, pedidos e promessas. Neste universo, há a emergência de distintas crenças religiosas, tradicionalmente ligadas à busca de proteção contra acidentes na mina de subsolo, e que hoje encontram novas expressões nas relações sociais e familiares, por meio de ritos institucionalizados e desinstitucionalizados (Duarte 2005). Além de cultos evangélicos, afro-espíritas e católicos, há uma efervescência de “religiões pessoais” (James 1995), ancoradas numa devoção peculiar a Deus, a almas familiares e ao morto milagroso local. 


Palavras-chave


Etnografia; mineiros de carvão; religiosidade; sagrado

Texto completo:

PDF


Apoio
Fundação Araucária
CNPq e CAPES
Programa de Apoio à Publicação de Periódicos Científicos - UFPR
Campos - Revista de Antropologia Social. ISSN: 1519-5538