Educação sexual na perspectiva histórico-cultural

Nilson Dinis, Araci Asinelli-Luz

Resumo


O tema da sexualidade tornou-se obrigatório nos Parâmetros Curriculares
Nacionais do Brasil, devendo ser tratado como um tema transversal. Assim,
a sexualidade não é mais um tema exclusivo das aulas de Biologia, mas
deve ser trabalhada em todas as disciplinas do currículo por uma visão
culturalista. Essa mudança de paradigma implica discutir todos os aspectos
da sexualidade, inclusive as novas identidades sexuais e de gênero. Isso
exige que o tema seja discutido nos cursos de formação docente, preparando
o/a educador/a para resistir a discursos normativos sobre corpo, gênero e sexualidade.

Palavras-chave


sexualidade; gênero; educação sexual; formação docente; sexuality; gender; sexual education; teacher training

Texto completo:

PDF


_______________________________________________________
 
Educar em Revista - ISSN: 0104-4060
SER UFPR - Sistema Eletrônico de Revistas da Universidade Federal do Paraná