O papel da imagem mental no raciocínio operatório: auxiliar ou estruturante?

Magali Bovet, Daphné Voelin

Resumo


O objetivo deste estudo é examinar em crianças de 6 e 7 anos o efeito de
uma aprendizagem figural sobre a resolução de problemas numéricos e
geométricos compreendidos habitualmente na idade de 10 ou 11 anos. A
hipótese geral é de que a imagem mental – ou o conhecimento figural – tem
a função de estruturar o raciocínio operatório, enquanto Piaget e Inhelder
sugeriram que ela só teria o papel de auxiliar. Os resultados mostram que
um progresso considerável acontece durante e após a fase de aprendizagem
quando as crianças têm representações corretas. Esse não é o caso quando
suas imagens mentais estão erradas. Assim, a representação por imagem é
um modo figural de base para o tratamento da informação que parece ser
necessário ao desenvolvimento do raciocínio operatório. O papel estruturante
da imagem mental é discutido.

Palavras-chave


imagem mental; aprendizagem figural; raciocínio operatório; mental imagery; operatoire reasoning; figurative training

Texto completo:

PDF


_______________________________________________________
 
Educar em Revista - ISSN: 0104-4060
SER UFPR - Sistema Eletrônico de Revistas da Universidade Federal do Paraná