Educadoras da infância pesquisando e refletindo sobre a própria prática em matemática

Regina Célia Grando, Adair Mendes Nacarato

Resumo


A presente pesquisa – realizada com um grupo de 23 professoras da Educação
Infantil, inseridas num projeto de formação continuada no ambiente da
universidade – teve como questão de investigação “Que dinâmicas vivenciadas
em um grupo de formação de educadoras da infância possibilitaram a
aprendizagem profissional em matemática?” E, como objetivos: (1) identificar
quais tipos de leituras teóricas e quais dinâmicas de trabalho de articulação teoria
e prática produzem significados para e reflexões sobre a prática docente; (2)
analisar os contextos de formação nos quais o professor passa a assumir um papel
de investigador de sua própria prática. Trata-se de uma pesquisa de abordagem
qualitativa cuja documentação foi constituída de: questionário inicial (perfil
dos sujeitos); registros reflexivos sobre o papel do jogo e sobre as dinâmicas
vivenciadas no grupo de formação; trabalho de investigação realizado em sala de
aula. Dentre as dinâmicas que revelaram indícios de aprendizagem profissional,
destacamos: (I) o registro da criança possibilitando uma investigação da própria
prática; (II) as leituras teóricas produzindo sentidos à prática docente; (III) o jogo e a brincadeira infantil possibilitando um redimensionamento curricular
da matemática na Educação Infantil; (IV) a apropriação e (re)significação pelas
professoras da dinâmica de “dar a voz”.

Palavras-chave


investigação da própria prática; jogos e brincadeiras; registro; investigating one’s own practice; games and plays; register

Texto completo:

PDF


_______________________________________________________
 
Educar em Revista - ISSN: 0104-4060
SER UFPR - Sistema Eletrônico de Revistas da Universidade Federal do Paraná