DETERMINAÇÃO DA FRAGILIDADE AMBIENTAL DE BACIAS HIDROGRÁFICAS

Geula Graciela Gomes Gonçalves, Omar Daniel, Éder Comunello, Antonio Carlos Tadeu Vitorino, Fabiane Kazue Arai

Resumo


O objetivo deste estudo foi adaptar a proposta metodológica de Ross (1994) para novos procedimentos de determinação da fragilidade ambiental. Para o trabalho de geoprocessamento, foi utilizado o Sistema de Informação Geográfica (SIG) SPRING, tendo como bases cartográficas imagens LANDSAT/TM 5. Foram gerados os mapas de fragilidade potencial e emergente. O primeiro foi elaborado por meio da sobreposição dos planos de informação de declividade, erodibilidade, erosividade e geologia. Para a geração do mapa de fragilidade emergente, efetuou-se a sobreposição do mapa de fragilidade potencial ao mapa de uso da terra. Os resultados demonstraram que: a adaptação da base metodológica com a integração dos fatores de análise declividade, erodibilidade, erosividade e geologia promoveram diferenciação significativa na elaboração do mapa final de fragilidade ambiental; a utilização da classificação contínua por meio da média ponderada permitiu uma análise da fragilidade ambiental condizente com a escala de trabalho utilizada; os SIG, por meio do SPRING e da álgebra de mapas, demonstraram eficácia na análise da fragilidade ambiental, atestando a possibilidade de aplicação da metodologia em estudos de planejamento ambiental em bacias hidrográficas.

Palavras-chave: Vulnerabilidade; sistema de informação geográfica (SIG); uso da terra.

 

Abstract Determination of environmental fragility of watersheds. The aim of this study was to promote the adaptation of new procedures for determining the environmental fragility of watersheds, based on the method proposed by Ross (1994), taking as a case study the Dourados river watershed. For the geoprocessing was used the Geographic Information System (GIS) and LANDSAT/TM 5 images as a cartographic base. The maps of potential and emerging fragility were generated. The first was prepared by the overlapping of layers of slope, erosivity, erodibility and geology, and the emerging fragility map was obtained by cross referencing the map of potential fragility with the map of soil use. Results showed that: the adaptation of the methodological with the integration of factors of analysis such as slope, erodibility, erosivity and geology promoted a significant differentiation in the production of the final map for environmental fragility; the use of continuous ratings by the weighted average allowed for an analysis of the environmental fragility according to the scale of work used; the SPRING (GIS) software, combined with algorithms of map algebra, demonstrated effectiveness proved effective in the theoretical analysis of environmental fragility, confirming the possibility of applying the methodology in studies of environmental planning of watersheds.

Keywords: Vulnerability; geographic information system (GIS); land use.


Palavras-chave


Vulnerabilidade; sistema de informação geográfica (SIG); uso da terra.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rf.v41i4.25344

Revista FLORESTA

ISSN eletrônico 1982-4688 
ISSN impresso 0015-3826
fone: 41 3360 4219
revista_floresta@ufpr.br