RELAÇÕES FUNCIONAIS ENTRE PROPRIEDADES FÍSICAS E MECÂNICAS DE MADEIRAS TROPICAIS BRASILEIRAS

Henrique José Borges de Araújo

Resumo


Este estudo foi realizado com o objetivo de avaliar as relações funcionais entre as propriedades físicas e mecânicas de 163 espécies de madeiras tropicais brasileiras e, também, oferecer recursos matemáticos que permitam estimá-las. Foram efetuadas avaliações das correlações e análises de regressão, sendo que os dados da amostra foram obtidos pelas normas de ensaio da COPANT. As propriedades utilizadas foram: densidade básica (ρbas), contração tangencial (εr,3) e radial (εr,2), dureza Janka paralela (fH0) e transversal (fH90) às fibras, e as relativas à resistência a esforços mecânicos de compressão (fc0 e Ec90), flexão estática (fM e EM0), tração (fwt90), fendilhamento (fv0) e cisalhamento (fs0). As correlações foram expressas pelo coeficiente de correlação linear de Pearson, e nas análises de regressão utilizou-se ρbas como variável independente. Foram realizadas análises das suposições estatísticas para ajuste das equações de regressão. As propriedades com as mais altas relações funcionais foram fc0, fH90, ρbas, fM, fH0, EM0, fs0 e Ec90, e as com as mais baixas foram εr,3, εr,2, fwt90 e fv0. As análises de regressão possibilitaram a obtenção de equações satisfatórias para estimativas das propriedades físicas e mecânicas de madeiras de espécies brasileiras com as mais altas relações funcionais.

Palavras-chave


Madeira tropical; propriedades físicas da madeira; propriedades mecânicas da madeira; madeira; propriedades da madeira.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380%2Frf.v37i3.9937

Revista FLORESTA
ISSN eletrônico 1982-4688 
ISSN impresso 0015-3826
fone: 41 3360 4219
revista_floresta@ufpr.br