EVOLUÇÃO DA POLÍTICA FLORESTAL PARANAENSE A PARTIR DA DÉCADA DE 90

Anadalvo Juazeiro dos Santos, Alex Sandro Nogueira

Resumo


O setor florestal paranaense viveu na década de 90 uma fase de consolidação conquistada através do uso adequado da base florestal implantado durante a vigência dos incentivos fiscais nos anos 70. O subsetor industrial manteve e ampliou os reflorestamentos verticalizados, e importantes iniciativas de políticas públicas buscaram atendê-lo. Mesmo assim, as principais ações desenvolvidas, pelo excessivo controle burocrático estatal, têm dificultado uma melhor distribuição da base florestal entre os diferentes segmentos rurais. Na área ambiental, foi registrada significativa recuperação da cobertura florestal, com o incremento das áreas em estágio inicial da sucessão florestal, bem como com a implementação de um programa de incentivos fiscais para a manutenção e criação de unidades de conservação. Apesar desse quadro, cabe ainda ao estado a importante missão de desonerar e desburocratizar o processo produtivo, buscando o ingresso de novos agentes no setor, como o são os pequenos e médios proprietários rurais.

Palavras-chave


Política florestal; Paraná; cadeia floresta–madeira.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380%2Frf.v37i3.9938

Revista FLORESTA
ISSN eletrônico 1982-4688 
ISSN impresso 0015-3826
fone: 41 3360 4219
revista_floresta@ufpr.br