TRATAMENTOS SILVICULTURAIS EM MUDAS DE Allophylus edulis (A. St.-Hil., Cambess. & A. Juss.) Radlk. PARA ARBORIZAÇÃO DE RUAS

Daniela Biondi, Luciana Leal, Jaime Luiz Cobalchini

Resumo


A arborização de ruas das cidades brasileiras geralmente é composta por espécies exóticas, principalmente pela falta de conhecimentos sobre o comportamento das espécies nativas no meio urbano e a produção de mudas. Este trabalho teve como objetivo avaliar a produção de mudas de Allophylus edulis (A. St.-Hil., Cambess. & A. Juss.) Radlk. com a aplicação de tratamentos silviculturais, visando obter mudas com características adequadas para a arborização de rua. Foram aplicados os seguintes tratamentos nas mudas: T0 = testemunha, sem aplicação de poda; T1 = poda no primeiro mês (instalação do experimento); T2 = poda depois de três meses da instalação do experimento; T3 = poda depois seis meses; e T4 = poda depois de nove meses. As variáveis analisadas foram: incremento em altura total e diâmetro de colo, altura de bifurcação e número de rebrotas. A aplicação de podas proporcionou maior incremento em altura, mas não alterou o incremento em diâmetro. Observou-se menor crescimento nas avaliações correspondentes ao período outono/inverno. Após as podas, observou-se a formação de brotações laterais. Não houve diferença entre a realização de podas sucessivas e de uma única poda. Recomendam-se, para fins práticos, podas sucessivas a cada 9 meses em mudas de Allophylus edulis.

Palavras-chave


Poda; brotações; altura de bifurcação.

Texto completo:

PDF


Revista FLORESTA
ISSN eletrônico 1982-4688 
ISSN impresso 0015-3826
fone: 41 3360 4219
revista_floresta@ufpr.br