MODELAGEM DE RECRUTAMENTO EM FLORESTAS

Luiz Marcelo Brum Rossi, Henrique Soares Koehler, Julio Eduardo Arce, Carlos Roberto Sanquetta

Resumo


As florestas são compostas por árvores de muitas espécies, de tamanhos diferentes, com variadas e indeterminadas idades e crescendo sobre distintas condições ambientais. Esse cenário faz com que seja necessária a busca por técnicas adequadas para a modelagem da dinâmica e da produção dessas florestas. A dinâmica das florestas é basicamente formada pelos componentes crescimento, mortalidade e recrutamento. Esses três componentes são fundamentais para a modelagem e subseqüente simulação e projeção do crescimento e da produção da floresta em longo prazo. O recrutamento é o evento no qual o tamanho (diâmetro ou altura) de uma árvore alcança uma dimensão mínima de medição, ou seja, é o ingresso na menor classe considerada. O objetivo deste trabalho foi apresentar alguns aspectos gerais da modelagem do recrutamento em florestas. A revisão mostra as definições de recrutamento; os aspectos ambientais da ocorrência do evento; as maneiras de obtenção de dados de recrutamento; as taxas obtidas em diferentes tipos florestais; as distintas formas de abordagem da modelagem do componente; as funções, variáveis e tipos de modelos mais comumente utilizados; e exemplos de modelos e sistemas que incluem o recrutamento na modelagem da produção e da dinâmica florestal.

Palavras-chave


Modelos; ingresso; simulação; predição.

Texto completo:

PDF


Revista FLORESTA
ISSN eletrônico 1982-4688 
ISSN impresso 0015-3826
fone: 41 3360 4219
revista_floresta@ufpr.br