ANÁLISE DAS ESTRUTURAS DIAMÉTRICA E HIPSOMÉTRICA DE FRAGMENTOS FLORESTAIS LOCALIZADOS NA BACIA DO RIO SÃO FRANCISCO, EM MINAS GERAIS, BRASIL

Lucas Rezende Gomide, José Roberto Soares Scolforo, Antônio Donizette de Oliveira

Resumo


Os objetivos desta pesquisa foram: (a) estabelecer o padrão de distribuição da frequência diamétrica e hipsométrica; (b) realizar inferências sobre a aderência de distribuições (diâmetro e altura), pelo teste de Kolmogorov-Smirnov; (c) verificar a existência de similaridade estrutural entre fragmentos, quando se analisa a distribuição de frequência em diâmetro e altura, na bacia como um todo e dentro de cada grupo fisionômico. A área de estudo compreendeu 20 fragmentos localizados nas áreas ripárias de preservação permanente, distribuídos ao longo da bacia do rio São Francisco, em Minas Gerais. A partir dos resultados encontrados, verificou-se que os grupos mais homogêneos florísticamente apresentaram um maior equilíbrio no padrão da distribuição diamétrica e hipsométrica. Considerando a bacia como um todo e todas as 190 combinações geradas, percebeu-se que 8,95% das combinações estabeleceram igualdades tanto na distribuição diamétrica como na hipsométrica. Entretanto, apenas 25,26% estabeleceram igualdade em diâmetro e 12,10% em altura; a maioria (53,68%) não estabeleceu nenhuma igualdade de distribuição nas combinações.


Palavras-chave


Kolmogorov-Smirnov; análise estrutural; distribuição diamétrica e hipsométrica.

Texto completo:

PDF


Revista FLORESTA
ISSN eletrônico 1982-4688 
ISSN impresso 0015-3826
fone: 41 3360 4219
revista_floresta@ufpr.br