CONSTRUÇÃO DE ÍNDICES DE VALOR DE IMPORTÂNCIA DE ESPÉCIES PARA ANÁLISE FITOSSOCIOLÓGICA DE FLORESTA OMBRÓFILA ATRAVÉS DE ANÁLISE MULTIVARIADA

Rafael Paiva Salomão, Antônio Cordeiro Santana, Salustiano Vilar Costa Neto

Resumo


Um importante instrumento da ecologia de comunidades é a análise multivariada, que trata todas as variáveis simultaneamente, sintetizando os dados e revelando a sua estrutura com a menor perda de informações possível. Objetivou-se neste trabalho construir, através da análise multivariada, dois índices fitossociológicos que envolvessem as mesmas variáveis do Índice de Valor de Importância (IVI), para comparação dos resultados entre estes índices, através do ranqueamento das espécies arbóreas amostradas em um inventário da Floresta Ombrófila Densa, em três categorias ecológicas previamente estabelecidas: predominância alta, intermediária e baixa. A adequação da análise fatorial foi determinada pelos testes Bartlett e KMO. O teste de Bartlett avaliou a significância geral da matriz de correlação, indicando que as correlações, em geral, são significantes ao nível de 1% de probabilidade. O teste KMO indicou que as variáveis estão correlacionadas e o modelo fatorial apresentou um nível bom de adequação aos dados. Estes resultados respaldaram o emprego da análise fatorial para a extração de fatores e a estimação dos escores fatoriais das espécies. O melhor índice entre os três foi aquele obtido através da análise fatorial, pelo método de componentes principais, que adicionou uma variável dummy para cada uma das variáveis envolvidas no modelo.


Palavras-chave


Espécie-chave; análise de componente principal (ACP); floresta tropical; fitossociologia; Amazônia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380%2Frf.v42i1.26307

Revista FLORESTA
ISSN eletrônico 1982-4688 
ISSN impresso 0015-3826
fone: 41 3360 4219
revista_floresta@ufpr.br