Valêncio Xavier: uma construção impossível

Maria Salete Borba

Resumo


A escritura de Valêncio Xavier é conhecida pelo caráter polifônico que ultrapassa as categorias literatura, plástica, cinema. No livro Minha mãe morrendo e o menino mentido (2002), o corpo/cidade, assim como o texto/imagem nos revelam mais que a biografia valenciana, nos apresentam outra maneira de apreensão do presente pela montagem, pelo contato, que serão abordados neste texto.

 

 


Texto completo:

PDF


Revista Letras - ISSN 0100-0888 (versão impressa) e 2236-0999 (versão eletrônica)