Desafios para a pesquisa sobre as dimensões humanas das mudanças ambientais globais: um olhar latino-americano

Rafael D'Almeida Martins, Leila da Costa Ferreira

Resumo


Os estudos ambientais desenvolveram-se lentamente no interior das ciências sociais latino-americanas. Contudo, as duas últimas décadas foram marcadas por uma expressiva expansão da pesquisa e do ensino da temática ambiental na região. Nesse sentido, os prováveis impactos das mudanças ambientais globais penetraram rapidamente os debates contemporâneos sobre ambiente e sociedade, primeiramente nos países industrializados e, posteriormente, no mundo em desenvolvimento, incluindo a América Latina. Este artigo busca contribuir para essa discussão fornecendo uma reflexão sobre o estado da arte e os desafios para o desenvolvimento e para a consolidação da pesquisa sobre as dimensões humanas das mudanças ambientais globais na América Latina. Por meio de uma investigação sobre a produção científica da região, que incluiu a sistematização e a compilação de um banco de dados, buscou-se entender a produção intelectual e o desenvolvimento deste campo em países latino-americanos a partir de análises de autores como D. J. Hogan e L. C. Ferreira. Argumenta-se que, embora seja possível identificar uma literatura emergente na região, o envolvimento das ciências sociais latino-americanas ainda é tímido e tentativo.


Palavras-chave


dimensões humanas; mudanças ambientais globais; América Latina; ambiente e sociedade; mudança climática.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380%2Fdma.v23i0.18613

Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109