Comunicação ambiental: estratégias de mobilização socioparticipativa para educação, informação e integração da rede socioambiental APA SUL RMBH

Miguel Ângelo Andrade, André Rocha Franco, Rodrigo Gomes Tinoco, Denise de Castro Pereira, Ricardo Ferreira Ribeiro

Resumo


O objetivo deste artigo é introduzir e analisar os modelos de comunicação utilizados na estruturaçãoda Rede Socioambiental no território da unidade de conservação da APA SUL RMBH, um ambienteque envolve questões polêmicas e interesses econômicos. Tais modelos almejam estabelecer diálogos ecompartilhar informações acerca dessa região de modo intersetorial, participativo, igualitário e dinâmico,enfatizando o caráter mobilizatório dos processos comunicativos. A definição de objetivos comuns, aproblematização participativa, a definição dos atores sociais e seus papéis, bem como o planejamentopara a maior eficiência do processo, emergem como estratégias de mobilização que se estruturam “com”e não “para” a sociedade. Nesse contexto, o usufruto e a consolidação de ferramentas de comunicaçãoefetivas, como, por exemplo, fóruns permanentes de debates, cartilha informacional, pesquisas sociais,formação de agentes locais inseridos em um modelo estrutural virtual e de alta tecnologia – Portal (ouSite) da Rede Socioambiental APA SUL RMBH – tornam-se base para a convocação dos propósitos comuns e o estabelecimento de redes sociais. A tecedura e o cruzamento dessas relações delineiam,então, um conjunto interligado de fatores complementares que regem a mobilização social nesse espaçode sociobiodiversidade.

Palavras-chave


comunicação ambiental; mobilização socioparticipativa; redes sociais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380%2Fdma.v22i1.20353

Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109