Ambiente global como mundos-da-vida: sentidos do desenvolvimento sustentável

Kei Otsuki

Resumo


Arena da política ambiental foi dominado por duas forces opostas. Por um lado, ambientalistas exigiram conservação do meio ambiente incondicional, e por outro lado, desenvolvimentistas promoviram o desenvolvimento econômico através da exploração do meio ambiente. A normalização do conceito de desenvolvimento sustentável no final da década de 1980 abriu um novo espaço político nesta arena, na qual os decisores políticos e peritos começarom a enfatizar a importância de ‘gestão dos recuros naturais’. No entanto, esta ênface na ‘gestão’ não foi suficientemente tomou conta dos significados sociais e culturais associados ao meio ambiente, gerando mais contestações poóliticas ainda.

A arena da política ambiental  foi dominada em seus primórdios por duas forças opostas. Por um lado, ambientalistas exigiam conservação do meio ambiente incondicional, e por outro lado, desenvolvimentistas promoviam o desenvolvimento econômico através da exploração do meio ambiente. O surgimento e aceitação do conceito de desenvolvimento sustentável no final da década de 1980 abriu um novo espaço político nesta arena, na qual os decisores políticos e peritos começaram a enfatizar a importância de ‘gestão dos recursos naturais’. No entanto, esta ênfase na ‘gestão’ não foi suficientemente formulada e eficaz gerando mais controvérsias ainda. Este artigo argumenta que a atual controvérsia deriva do pressuposto persistente de que o ambiente como um conjunto de recursos naturais a ser gerido é destacável das atividades humanas. Os casos examinados, neste artigo, demonstram a hipótese de que os ambientes em questão (floresta e baleias) a serem geridos invocam uma divisão conceptual clara entre natureza e sociedade. Referindo-se  aos distintos sentidos sobre o desenvolvimento sustentável, o presente artigo se propõe a desfazer a divisão natureza-sociedade e considerar o ambiente como um novo cenário de elementos humanos e não-humanos, incorporados nos ‘mundos-da-vida’ dos atores.

Palavras-chave


meio ambiente; mundos-da-vida; natureza-sociedade; environment; life-worlds; nature-society

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380%2Fdma.v20i0.14912

Desenvolvimento e Meio Ambiente. ISSN: 1518-952X, eISSN: 2176-9109