TILÁPIAS (Actinopterygii: Cichlidae) COMERCIALIZADAS EM FEIRA DE SANTANA (BAHIA) COMO BIOINDICADORES DE POLUIÇÃO AMBIENTAL EM RIOS DA BACIA DO PARAGUAÇU

GEÍSA GOMES PEREIRA MOTA, SUSI DE ALMEIDA VASCONCELOS BARBONI, MARCEL CARVALHO DE JESUS

Resumo


Espécies de tilápias comercializadas no Centro de Abastecimento da cidade de Feira de Santana, Bahia (CAFS), foram utilizadas no presente trabalho para avaliar a condição dos rios da Bacia do Paraguaçu. Foram realizados testes de micronúcleo pisceo, sendo que sete coletas foram efetuadas nos meses de maio a agosto de 2008 e 22 espécimes de tilápias foram adquiridas. Três modelos de protocolos diferenciados foram utilizados. No primeiro modelo, as três etapas foram realizadas no mesmo dia, secagem do esfregaço, fixação com Metanol 100% e coloração com Giemsa 10%. No segundo, somente a secagem foi efetuada no dia da coleta, sendo as demais etapas realizadas 24 horas depois. No terceiro e último, apenas a coloração foi realizada no dia subsequente. Do total de 20.000 células foram encontrados 119 micronúcleos, indicando a ação de genotóxicos nas células dos peixes. Seu consumo em larga escala pode estabelecer cadeia de contaminação por genotóxicos da população de Feira de Santana. Sugere-se a realização de estudos adicionais para identificação do agente e da cadeia de contaminação para que sejam implementadas medidas sanitárias para o restabelecimento das condições de saúde e qualidade de vida da população afetada.


Palavras-chave


BACIA DO PARAGUAÇU; BIOINDICADORES; TILÁPIAS; MICRONÚCLEOS.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380%2Fpes.v19i0.16549

Pesticidas: Revista de Ecotoxicologia e Meio Ambiente. ISSN:19839847