USO DO ÍNDICE LIX NA PREVISÃO DE LIXIVIAÇÃO DOS PESTICIDAS METOLACLORO, ENDOSSULFAM, CLORPIRIFÓS, CARBENDAZIM E DIUROM

ELESSANDRA MARIOT, OSCARLINA LÚCIA DOS SANTOS WEBER, CLÁUDIO APARECIDO SPADOTTO, ELIANA FREIRE GASPAR DE CARVALHO DORES

Resumo


O objetivo deste estudo foi verificar o potencial do índice LIX na previsão da lixiviação dos agrotóxicos metolacloro, endossulfam, clorpirifós, carbendazim e diurom. Para tanto, coletaram-se amostras de solo, deformada e indeformada, de Latossolo Amarelo distrófico típico, cultivado com algodão do município de Primavera do Leste (MT), nos horizontes Ap (0-20 cm), A/B (20-40 cm) e Bw1 (40-92 cm). Efetuou-se a simulação da lixiviação em laboratório, sendo determinados o coeficiente de sorção e os atributos físico-químicos do solo diretamente relacionados à lixiviação de pesticidas. Para a previsão do potencial de lixiviação, utilizou-se o índice LIX. Os resultados experimentais em condições de laboratório, de forma geral, foram concordantes com os do índice LIX, sendo que os agrotóxicos diurom e metolacloro que apresentaram maior mobilidade nas colunas de solo, também apresentaram maiores valores desse índice. Entretanto, a faixa de classificação do LIX proposta para agrotóxicos lixiviáveis, pelos seus autores, não explicou a alta mobilidade encontrada para o metolacloro.


Palavras-chave


CONTAMINAÇÃO; ÁGUA SUBTERRÂNEA; SORÇÃO.

Texto completo:

PDF


Pesticidas: Revista de Ecotoxicologia e Meio Ambiente. ISSN:19839847