SORÇÃO DO HERBICIDA 2,4-D EM SOLOS BRASILEIROS

CLAUDIO A. SPADOTTO, MARCUS B. MATALLO, MARCO ANTONIO F. GOMES

Resumo



Neste trabalho procurou-se gerar e discutir dados
sobre sorção de pesticidas ácidos em solos
brasileiros, considerando sua dependência do pH.
Amostras de solos foram coletadas em diferentes
regiões do Brasil e suas propriedades determinadas
(% de argila, % de CO e pH). Valores do coeficiente
de sorção do herbicida 2,4-D foram determinados
em laboratório usando teste em equilíbrio padrão e
cromatografia a líquido de alta eficiência (CLAE). O
coeficiente de sorção (Kd) foi estimado e o coeficiente
de sorção normalizado pela fração de carbono
orgânico do solo (Koc) calculado para cada solo. Os
resultados de Koc variaram entre 21,3 e 306,5 mL/g,
sendo que dados de Koc encontrados na literatura
internacional estão entre 20 e 60 mL/g. Observou-se
tendência de aumento dos valores de Kd em solos
com maiores teores de carbono orgânico. No entanto,
houve grande variação nos valores de Koc entre solos
da mesma classe. Adicionalmente, os efeitos do pH
na sorção do 2,4-D foram estudados em Latossolo.
Os valores de Kd e Koc diminuíram com o aumento
do pH. A sorção do 2,4-D, como composto ácido, é
principalmente determinada pela sua dissociação.
Entretanto, a dissociação do 2,4-D pode não ser
suficiente para explicar a variação em Kd (ou Koc)
em função do pH. Parece que a sorção das formas
aniônicas de pesticidas ácidos tem sido
superestimada e o efeito da dissociação da matéria
orgânica, com mudanças no pH do solo, tem sido
subestimada.

SORPTION OF 2,4-D HERBICIDES IN BRAZILIAN SOILS

Abstract


This work aimed to generate and discuss data on acid pesticides sorption in Brazilian soils, taking into account the pH
dependence. Soil samples were collected in different regions of Brazil and their properties were determined (% argila,
% CO and pH. Sorption coefficient of 2,4-D were measured by means of a standard batch equilibrium method and high
performance liquid chromatography (HPLC) analysis. The sorption coefficient (Kd) was estimated, and the organic
carbon normalized sorption coefficient (Koc) was calculated for each soil. The Koc results are between 21.3 and
306.5 mL/g, while the Koc values from international literature are in the 20 to 60 mL/g range. The Koc values tend to
increase in soils with large organic carbon content. However, great Koc values variation occurred among soils in the
same class. Additionally, the effects of pH in 2,4-D sorption were studied in a Brazilian Oxisol. The Kd and Koc values
decreased with pH increasing. Sorption of 2,4-D, as an acid compound, is mainly driven by its dissociation. However 2,4-D dissociation is not enough to explain the variation in Kd (or Koc) as a function of pH. In general, anionic-form sorption
of acidic pesticides has been overvalued; on the other hand, the overall effect of organic matter dissociation owing to pH
changes has been overlooked.


Palavras-chave


PESTICIDA-SORÇÃO; SOLO; MATÉRIA ORGÂNICA; 2,4-D; PESTICIDE-SORPTION; SOIL; ORGANIC MATTER

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380%2Fpes.v13i0.3170

Pesticidas: Revista de Ecotoxicologia e Meio Ambiente. ISSN:19839847