A ENTREVISTA SEMI-ESTRUTURADA NA PESQUISA SOBRE A ELITE BANQUEIRA BRASILEIRA : NOTAS DE UM DIÁRIO DE CAMPO

Natalia Frozel Barros

Resumo


O presente artigo analisa as implicações teóricas e metodológicas do uso, juntamente com outras, da técnica da entrevista semi-estruturada no estudo empírico das elites, no nosso caso através da pesquisa de mestrado sobre a elite dos banqueiros brasileiros. Defendemos o uso da entrevista como um momento de análise social e de construção do objeto, para além de uma concepção puramente informativa da mesma. Fazemos isso, finalmente, analisando as resistências encontradas ao longo de 10 entrevistas com membros e antigos membros da Federação Brasileira de Bancos, assim como nossas estratégias e análises em face às dificuldades e limitações desse método.

Palavras-chave


elites; banqueiros; entrevista semi-estruturada

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.