Validade fatorial confirmatória e consistência interna da Escala Global de Crenças no Mundo Justo – GJWS

Valdiney V. Gouveia, Carlos Eduardo Pimentel, Jorge Artur Peçanha de Miranda Coelho, Viviane Andrade Prado Maynart, Tamara dos Santos Mendonça

Resumo


A crença no mundo justo é um construto fundamental para a justiça desde uma perspectiva psicossocial. No entanto, poucos pesquisadores na psicologia brasileira têm se interessado no tema. Com o fim de contribuir com esta área, buscou-se conhecer a validade e precisão da Escala Global de Crenças no Mundo Justo (GJWS), verificando a importância do sexo, idade, curso, período, nível de religiosidade, estado civil e renda percebida para explicar sua variabilidade. Esta medida apresentou originalmente qualidades psicométricas satisfatórias, além de ser de fácil e rápida aplicação. Um total de 254 estudantes de uma universidade particular, da cidade de Aracaju (Sergipe), com média de idade de 21,8 anos (dp = 6,34), sendo a maioria mulher, solteira, de classe média, dos cursos de Direito e Psicologia, respondeu a GJWS – uma medida breve e unifatorial. Esta se compõe de sete itens destinados a aferir crenças no mundo justo, sendo respondidos numa escala do tipo Likert, de 6 pontos, que variam de 1 = Discordo totalmente a 6 = Concordo totalmente. Os principais resultados mostram que a GJWS é uma medida válida e precisa, portanto, pode ser utilizada em estudos sobre o tema. Não se verificou importância de variáveis demográficas para explicar suas pontuações. Por fim, apontam-se as limitações do presente estudo, indicando-se direções de pesquisas futuras.

 

Palavras-chave: validade; precisão; crença no mundo justo; justiça.


Palavras-chave


validade; precisão; crença no mundo justo; justiça

Texto completo:

PDF


Interação em Psicologia. ISSN: 1981-8076