Publicidade e medicamentos: um mundo de imagens e promessas

Jurema Barros Dantas

Resumo


Neste artigo pretendemos discutir a relação entre o uso e a propaganda de medicamentos na atualidade tendo como base de discussão a chamada cultura do consumo. Queremos pensar a publicidade como um instrumento capaz de potencializar a crença no poder dos fármacos, apresentando-os como síntese de ciência e tecnologia a serviço da saúde e do bem-estar e, sobretudo, como solução rápida para problemas típicos do mundo contemporâneo. O dever de consumir os mais recentes produtos vem se tornando condição não apenas de uma afirmação social como também uma via única para aplacar nossas dificuldades diárias. Inseridos nesta lógica do consumo, entendida como apropriação, criamos, com a ajuda da publicidade, um mundo de promessas de soluções imediatas facilmente vendidas no comércio virtual, nos supermercados, nas lojas de departamentos, nos shoppings centers. Queremos problematizar este conjunto de práticas e valores contemporâneos que vêm tornando o nosso modo de viver um produto descartável.

 

Palavras-chave: publicidade; consumo; medicamentos.


Palavras-chave


publicidade; consumo; medicamentos

Texto completo:

PDF


Interação em Psicologia. ISSN: 1981-8076