Elaboração de perdas por mulheres maduras saudáveis

Sandra Augusta de Melo, Anália S. Costa, Graciela Cardarelli, Lívia Santa Cecília Moraes

Resumo


 

Este estudo pretendeu mergulhar no campo psicológico de mulheres maduras saudáveis, levantando dados sobre a maneira como lidaram com as perdas que lhe foram imputadas pela vida, sejam elas reais ou imaginárias. A pesquisa investigou a forma como essas mulheres elaboraram seus lutos. Constituiu-se numa pesquisa exploratória, com método qualitativo e clínico com abordagem psicodinâmica. Os dados foram coletados em entrevistas que foram gravadas, transcritas e interpretadas. Como resultado, obteve-se que, diante das perdas, houve o fortalecimento do Ego nas três mulheres investigadas; sendo assim, a experiência foi elaborada de forma positiva, bem sucedida, funcionando como uma alavanca para o crescimento. Isso se traduz em mais força e segurança pessoal, ou seja, em auto-estima. As mulheres demonstraram ter consciência de suas limitações, tanto quanto de sua força, ou seja, de sua capacidade de superar obstáculos. Conclui-se que a passagem normal pelo luto trouxe-lhes a possibilidade de re-significação das perdas, o apaziguamento de aspectos negativos inerentes à ambigüidade que elas imputam, e possibilitou a formação de novos vínculos, provavelmente em função de uma maior integração da personalidade em seus aspectos negativos e positivos.

Palavras-chave: mulheres; luto; elaboração de perdas.

 


Palavras-chave


mulheres; luto; elaboração de perdas

Texto completo:

PDF


Interação em Psicologia. ISSN: 1981-8076