Percepção de alunos sobre as expectativas do professor acerca do seu desempenho: um estudo comparativo entre alunos com e sem dificuldades de aprendizagem

Andreza Schiavoni, Selma de Cássia Martinelli

Resumo


A presente pesquisa teve como objetivo investigar se crianças com diferentes níveis de dificuldades de aprendizagem em escrita se diferem no que se refere à percepção de expectativas de seus professores a respeito delas. Participaram do estudo 138 crianças entre 9 e 10 anos de idade de duas escolas públicas. As dificuldades de aprendizagem em escrita foram avaliadas mediante uma escala padronizada, que detecta as dificuldades lingüísticas mais comuns na escrita de crianças das séries iniciais do ensino fundamental. A percepção dos participantes sobre as expectativas de seus professores a seu respeito foi obtida por meio de uma escala contendo vinte afirmações, onze positivas, que indicam boa percepção do aluno, e nove que indicam uma percepção negativa. Os resultados confirmaram a existência de diferenças entre a percepção de alunos sobre as expectativas a respeito deles, nos diferentes grupos de dificuldades de aprendizagem em escrita. As médias de percepção foram menores para os níveis mais altos de dificuldades e maiores para os grupos que apresentaram menos dificuldades de aprendizagem na escrita, indicando que quanto maior o nível de dificuldade de aprendizagem dos participantes, menos positiva se mostrou a percepção que têm sobre as expectativas dos professores a seu respeito.

 

Palavras-chave: percepção; expectativas de professores; dificuldades de aprendizagem.


Palavras-chave


percepção; expectativas de professores; dificuldades de aprendizagem

Texto completo:

PDF


Interação em Psicologia. ISSN: 1981-8076