A emergência de leitura de frases compostas por números e palavras de ensino

José Gonçalves Medeiros, Igor Schütz Santos, Adriana Garcia Stefani, Vinicius Linhares Martins

Resumo


O presente artigo mostra um procedimento de ensino de leitura de palavras e de unidades numéricas. Desse modo, tendo sido ensinado separadamente o comportamento de ler palavras e números, estas classes de estímulos foram apresentadas juntas formando pequenas frases. Participaram desse estudo 13 crianças da primeira série, da rede pública estadual, que não apresentavam o repertório de ler e o de identificar2 números. O grupo foi composto por crianças do sexo masculino e feminino, cujas idades variavam entre 6 e 7 anos. O ler e o escrever, bem como identificar números, foram ensinados por meio de um procedimento de discriminação condicional por exclusão das palavras e números conhecidos. Os dados mostram que todos os participantes, exceto dois (P1 e P2) aprenderam a ler e escrever as palavras de ensino e a identificar números. Nas etapas de testes, estabeleceram, também, as equivalências BC/CB, leram as palavras impressas correspondentes corretamente e frente a palavras impressas, identificaram as figuras correspondentes corretamente. Na situação de teste, leram as frases compostas por palavras e números. Os dados são discutidos mostrando que o ler e escrever palavras são equivalentes ao identificar números e que a seqüência de ensino das unidades independentes palavras/números facilitou a emergência de leitura de frases.

Palavras-chave: leitura de frases; identificar números; equivalência palavra-número.

 


Palavras-chave


leitura de frases; identificar números; equivalência palavra-número

Texto completo:

PDF


Interação em Psicologia. ISSN: 1981-8076