O paradigma de priming semântico na investigação do processamento de leitura de palavras

Jerusa Fumagalli de Salles, Graciela Inchausti Jou, Lilian Milnitsky Stein

Resumo


O priming é um tipo de memória implícita (não declarativa) referente aos efeitos facilitadores de eventos antecedentes (primes) sobre o desempenho subseqüente (alvos). No priming semântico há uma relação de significado ou de contexto entre o prime e o alvo. Este paradigma pode ser utilizado como recurso metodológico para estudar, de forma indireta, o processamento semântico na leitura. Este artigo visa apresentar conceitos e discutir aspectos metodológicos do paradigma de priming semântico e as possibilidades de uso para estudo do processamento da leitura. Será apresentada uma revisão do conceito e de procedimentos metodológicos do priming semântico nos estudos de leitura. Serão abordados os modelos teóricos de leitura de palavras (acesso ao léxico mental), os modelos explicativos para o efeito de priming semântico na leitura e serão analisadas pesquisas utilizando o paradigma para investigar o reconhecimento de palavras escritas. Conclui-se que, apesar dos estudos internacionais, especialmente os realizados com crianças, conduzirem a resultados não consensuais, o paradigma de priming semântico mostra-se útil para investigar o conhecimento semântico implícito e on-line, ou seja, durante o processamento das palavras lidas, o que torna sua testagem ecológica e menos artificial. As diferenças de resultados podem relacionar-se à variabilidade dos procedimentos metodológicos.

 

Palavras-chave: priming semântico; leitura de palavras; memória implícita.

 


Palavras-chave


priming semântico; leitura de palavras; memória implícita

Texto completo:

PDF


Interação em Psicologia. ISSN: 1981-8076