Produção e compreensão do texto escrito: um estudo junto a surdos universitários.

Maria Helena Fávero, Meireluce Leite Pimenta, Márcia Rangel Pacifici

Resumo


Em Fávero e Pimenta (2006), apontou-se que a dificuldade dos surdos na compreensão de problemas escritos de matemática relaciona-se ao uso inadequado da LIBRAS pelos profissionais da instituição escolar, como instrumento para a organização de significados semióticos e aquisição de conhecimentos. Com o intuito de estudar o significado das irregularidades apontadas na literatura a respeito da produção escrita dos surdos, analisamos a produção de 6 surdos escolarizados, 5 universitários e 1 secundarista, entre 17 e 29 anos, 4 do sexo masculino e 2 do feminino, em resposta a um protocolo sobre a sua compreensão de um texto jornalístico e sobre sua concepção a respeito de suas competências e dificuldades no que diz respeito à produção e compreensão textual. Evidenciou-se que: os participantes desvalorizam suas próprias competências de produção e compreensão textual; apresentam uma adequada compreensão do texto; utilizam o processamento visual na escrita. Reitera-se a defesa da língua de sinais como língua materna dos surdos e a necessidade de se considerar o processamento visual e o desenvolvimento da consciência sintática e morfossintática, na aquisição da segunda língua. Para tanto, defende-se a importância da pesquisa, tendo por método de investigação, o próprio procedimento de intervenção psicopedagógica, o que significa considerar a atividade mediada.

Palavras-chave: compreensão textual; produção escrita; processamento visual; surdo.

 


Palavras-chave


compreensão textual; produção escrita; processamento visual; surdo

Texto completo:

PDF


Interação em Psicologia. ISSN: 1981-8076