Tecnologia da comunicação e mediação social: o papel da telefonia celular na amizade entre adolescentes

Hugo Cristo Sant'Anna, Agnaldo Garcia

Resumo


A presente pesquisa investigou a percepção do papel da telefonia celular nas relações de amizades de adolescentes. Vinte adolescentes (dez do sexo masculino e dez do sexo feminino) com idades entre 14 e 17 anos participaram da pesquisa. Os dados foram coletados por meio de questionários e entrevistas e discutidos de acordo com a perspectiva de Robert Hinde. Com o uso do celular houve ampliação no tempo de contato, na quantidade de informações trocadas e na diversidade de situações em que torna-se possível comunicar-se com amigos, sendo o planejamento de atividades o uso mais freqüente do equipamento. O celular permitiu aumentar a rede de amigos e provocou mudanças nas relações já existentes. A satisfação com as amizades, a intimidade e a proximidade aumentaram, assim como as possibilidades de dar e receber apoio.

 

Palavras-chave: amizade; adolescência; telefonia celular.


Palavras-chave


amizade; adolescência; telefonia celular

Texto completo:

PDF


Interação em Psicologia. ISSN: 1981-8076