Estudantes universitários em tempos de HIV: o contexto da testagem

Tania Maria Cemin Wagner, Alice Maggi, Carla Tessari de Souza, Ricardo da Silva de Souza

Resumo


O objetivo do estudo foi conhecer o posicionamento de estudantes universitários diante da decisão de se testarem para o HIV e da possibilidade de participarem em estudos sobre vacina, caracterizando tais estudantes do ponto de vista sociodemográfico. Os participantes foram 645 estudantes matriculados em diferentes cursos de graduação de uma universidade localizada na região sul do Brasil, dentro esses participantes a média de idade era de 25,32 anos, 442 (68,5%) eram do sexo feminino e 202 (31,3%) do sexo masculino. Um questionário foi aplicado, com 33 questões, abordando dados sociodemográficos, bem como situações objetivas e hipotéticas, com opções de escolha simples e múltiplas. Os resultados indicaram que 197 (30,5%) dos partiticpantes se testaram para o HIV. Encontrou-se uma associação estatisticamente significativa (Teste Exato de Fisher = 0,000) e uma correlação alta (0,000) entre terem realizado o teste e terem pensado sobre o mesmo. A investigação revelou a necessidade dos espaços universitários oferecerem possibilidades de discussão e de campanhas específicas.

 

Palavras-chave: aids; testagem; estudantes universitários.


Palavras-chave


aids; testagem; estudantes universitários

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380%2Fpsi.v14i1.9441

Interação em Psicologia. ISSN: 1981-8076