A intensificação do efeito estufa planetário e a posição dos países no cenário internacional

Yu CHANG MAN, Francisco MENDONÇA, Inês Moresco DANNI-OLIVEIRA, Mozart NOGAROLI

Resumo


O aquecimento global, ou efeito estufa planetário, é uma problemática que tem causado inúmeras preocupações em todo o planeta nas últimas décadas, devido às ameaças que pairam sobre o futuro da humanidade. A relevância desta questão levou a ONU a criar a Câmara das Mudanças Climáticas, durante a ECO-92, através da qual os países do mundo inteiro tem se reunido na busca de encontrar soluções para os problemas decorrentes da intensificação do aquecimento global. Várias conferencias foram realizadas na década de 1990, sendo a de Kyoto, realizada em 1997, a mais importante e na qual foram criaram políticas visando a redução do lançamento de gases estufa na atmosfera do planeta, dentre elas o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo, defendido pelos países que formam o Grupo dos 77 (Q77 + China) e decorrente de uma iniciativa brasileira. As discussões em torno da problemática são bastante acaloradas e explicitam enormes conflitos, sobretudo entre países desenvolvidos e não desenvolvidos, pois a redução das emissões de gases-estufa toca diretamente no padrão de desenvolvimento e de consumo dos diferentes países. A posição dos diferentes países nesta discussão pode ser observada de forma detalhada neste texto. A ciência, todavia, ainda não chegou a conclusões claras acerca da causa principal da itensificação do efeito estufa planetário, mas confirma que as atividades humanas tem nela uma importante participação.

Palavras-chave


Aquecimento global; efeito estufa; mudanças climáticas globais; PIMC; participação dos países

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380%2Fraega.v5i1.18319

_____________________________________________

ISSN (IMPRESSO) 1516-4136 até 2008

ISSN (ELETRÔNICO) 2177-2738 a partir de 2009