GERENCIAMENTO DE RESULTADOS CONTÁBEIS E RETORNO ANORMAL: O MERCADO BRASILEIRO REAGE AO GERENCIAMENTO DE RESULTADOS CONTÁBEIS?

Dione Olesczuk Soutes

Resumo


O presente artigo visa verificar se o mercado reage de maneira diferenciada a empresas que efetuam o gerenciamento de resultado contábil para reduzir a variabilidade dos resultados. A hipótese formulada de que empresas com menor variabilidade de resultado, do mercado, recebem incentivos diferenciados das que não fazem foi rejeitada, ou seja, a média do Retorno Anormal Cumulativo do grupo de empresas classificadas como “Gerenciadores” é estatisticamente igual à média do Retorno Anormal Cumulativo do grupo de empresas classificadas como “Não Gerenciadores”. O teste estatístico empregado foi o Mann-Whitney que comparou a média dos dois grupos. Não foram encontradas diferenças significativas em nenhum dos testes realizados, ou seja, a média de: “gerenciadores” e “não gerenciadores”, nos setores econômicos Siderurgia e Metalurgia e Telecomunicações, podem ser consideradas, ao nível de significância de 5%, estatisticamente iguais.

Palavras-chave


Gerenciamento de Resultados Contábeis; Retorno Anormal; Estudo de Eventos.

Texto completo:

PDF | 51 - 65 |


Revista de Contabilidade e Controladoria. ISSN: 1984-6266