ESTILOS DE APRENDIZAGEM: A REALIDADE DAS DIFERENÇAS INDIVIDUAIS EM SALA DE AULA

Marcia Boëchat FERNANDES, Karim Siebeneicher BRITO, Silvana POLCHLOPEK, THAÍS Barbosa Marochi, Valéria de Fátima Carvalho Vaz BONI

Resumo


Este artigo relata as aplicações de um teste sobre preferências em estilos de aprendizagem em várias turmas de ensino de Inglês como língua estrangeira. A análise dos dados revela uma forte relutância, por parte dos aprendizes, em desenvolver trabalhos em grupos, o que nos conduz à reflexão sobre a aparente contradição entre a teoria e a prática de sua aplicação.

Palavras-chave


Estilos de aprendizagem; Interpessoal; Trabalhos em grupo.

Texto completo:

PDF


Revista X. ISSN: 1980-0614