Edições anteriores

2015

v. 1 (2015): Dossiê Especial: Experiências do PIBID na formação inicial e continuada de professores de línguas estrangeiras

Organizado por Denise Akemi Hibarino e Janice Inês Nodari.

Neste primeiro dossiê de 2015, estão reunidos  artigos e relatos de experiência  de professores supervisores, bolsistas e professores formadores do PIBID de Inglês e Espanhol de universidades públicas, resultado de seus trabalhos e suas vivências no contexto da escola pública brasileira.

Como organizadoras e pesquisadoras da área, percebemos a importância e a necessidade de termos políticas públicas voltadas para a formação inicial e continuada. Além disso, podemos identificar seus impactos positivos e desafiadores não só na educação básica mas, principalmente, no papel das instituições de ensino superior participantes do programa bem como na formação inicial e continuada de todos os sujeitos envolvidos.

As experiências aqui publicadas revelam diferentes olhares, sempre situados, sobre realidades sócio-educacionais brasileiras, desprovidas de fórmulas e receitas prontas sobre como agir em sala de aula. Trazem, portanto, experiências compartilhadas e construídas na parceria entre escola e universidade, tendo os professores supervisores como co-formadores, juntamente com os professores formadores das universidades. Além disso, também mostra o papel agentivo dos licenciandos em sua própria formação inicial, aliando teoria e prática na construção do conhecimento próprio e do conhecimento compartilhado.

Todos os trabalhos foram realizados com o apoio do PIBID, da CAPES, dos autores e dos pareceristas da Revista X.

Denise Hibarino e Janice Inês Nodari
(organizadoras)


2014

v. 2 (2014): Dossiê Especial: Didática sem Fronteiras

Neste primeiro dossiê temático Didática sem Fronteiras, publicado pela Revista X, foram reunidos oito artigos de autores de diferentes nacionalidades (espanhol, francês, inglês, italiano, polonês) para que os professores de língua estrangeira do CELIN, da UFPR e do Brasil, possam ter uma visão ampliada do que se faz hoje na área em termos de ensino e pesquisa. Assim, por exemplo, um professor de italiano poderá ler um artigo de uma autora polonesa, ou um professor de inglês terá contato com autores franceses.

Desta forma, essa conversa internacional começa com uma seleção de textos de Jean Jaurès sobre o ensino das línguas regionais da França, sobre didática das línguas, gramática comparada, interculturalidade e intercompreensão. Na sequência, esses temas são retomados nas outras traduções. Ainda, esse primeiro texto dá o tom político ao conjunto de artigos. Jean Jaurès defende os trabalhadores no final do século XIX e se torna um nome emblemático do socialismo francês ao ser assassinado no início do século XX por ser contra a Primeira Guerra Mundial. Esses artigos reunidos mostram a vontade política desses professores de línguas em pensar o ensino e a pesquisa neste campo como algo que possa contribuir para a formação de cidadãos autônomos: falantes e leitores independentes das línguas estrangeiras, capazes de agir na sociedade de forma consciente.

Lúcia Peixoto Cherem e Valdilena Rammé

Organizadores:

Profa. Dra. Lúcia Peixoto Cherem (UFPR)

Prof. Ms. Valdilena Rammé (UNILA)

Profa. Dra. Nylcéa Thereza de Siqueira Pedra (UFPR)

Prof. Dr. Francisco Calvo del Olmo (UNILA)







2008

Capa da revista

v. 1, n. 0 (2008)

Org.: Clarissa Menezes Jordão, UFPR


1 a 20 de 20 itens    


Revista X. ISSN: 1980-0614