ENGAJAMENTO ASSOCIATIVO-SINDICAL E RECRUTAMENTO DE ELITES POLÍTICAS: TENDÊNCIAS RECENTES NO BRASIL

Odaci Luiz Coradini

Resumo


Com base na constatação do crescimento contínuo da quantidade de políticos de atuação em âmbitonacional (deputados federais, senadores e ministros) vinculados a algum tipo de associação ou sindicato,são examinadas as relações desse fato com os respectivos trajetos sociais e com as posições no espaçopolítico. Para tanto, consideram-se políticos vinculados a associações-sindicatos de trabalhadores urbanos,rurais e de funcionários públicos, de professores e de empresários eleitos no período de 1994 a 2003. Aprincipal hipótese para o aumento dos usos do capital associativo com a intensificação da concorrênciaeleitoral posterior ao regime autoritário é a de que os processos eleitorais agregam diferentes recursos eprincípios de legitimação e representação. As modalidades dessa reconversão de capital associativo emrecursos políticos e a dinâmica das relações entre o engajamento associativo e a política eleitoral nãodecorrem de alguma regra geral, mas de configurações específicas.

Palavras-chave


elites políticas; capital associativo; engajamento político; militância política; representação política; political elites; associative capital; political involvement and militancy; political representation; élites politiques; capital associatif

Texto completo:

PDF


Revista de Sociologia e Política. ISSN: 0104-4478 (versão impressa)
1678-9873 (versão online)