O Museu de Arte Sacra e Etnologia como atrativo turístico (Fátima, Portugal)

Eunice Ramos Ferreira

Resumo


A Organização Mundial do Turismo (OMT) aponta os museus como tendo um papel decisivo na reafirmação das narrativas e significados históricos e culturais a apropriar/a fruir pelos visitantes, pelos turistas, pela comunidade local, por exemplo. Evidenciar as motivações e as experiências dos visitantes, em torno da cultura material exibida no Museu de Arte Sacra e Etnologia de Fátima (MASE, Portugal), é o que se pretende ressaltar neste artigo. O museu exibe objetos de arte sacra e também objetos etnográficos oriundos de África, América e Ásia. A metodologia encontra-se fundamentada no trabalho de campo efetuado no museu, com observação participante, análise de conteúdo ao livro de “opiniões dos visitantes” e aplicação de questionário aos visitantes (nacionais e estrangeiros). Os resultados finais encontrados reforçam, não só a importância da função social do MASE (através do acervo e coleções, essenciais para a divulgação da cultura da região e, particularmente, para a divulgação de objetos etnográficos de povos de várias regiões do mundo), como também, a importância do museu como atrativo turístico. 


Palavras-chave


turismo, museologia, objectos etnográficos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380%2Ftes.v5i1.25499